Biografia

A história do Baile do Zampa é bem peculiar, não tem nada em comum com a trajetória de outras bandas. Ele não surgiu numa mesa de bar e nem é resultado de uma reunião de amigos da escola. O projeto foi criado em 2016, a partir da vontade do Zampaglione em levar ao publico canções que já não eram ouvidas na noite, ressoando somente na memória. Nenhum dos músicos envolvidos sabia bem no que ia dar, mas todos aceitaram a divertida empreitada.
Marcos Vinicius Zampaglione, ou somente Zampa, como prefere ser chamado, é o vocalista e músico do projeto que leva seu sobrenome. Zampaglione(1977) nasceu no Rio de Janeiro, no dia 22 de outubro. Filho de Leonardo Vieira e de Dolores Zampaglione. Iniciou seus estudos musicais aos 11 anos na Escola de Musica Ernesto Nazareth, passou por vários conjuntos, até que em 2016, lança o seu projeto. Inicialmente o Baile do Zampa era uma banda de groove, mas com o tempo, Zampaglione sentiu a necessidade de mostrar suas canções ao público, passando assim de uma banda de baile para um projeto autoral. Suas músicas tem um tom bem romântico, aliadas sempre a uma musicalidade ímpar que lhe é peculiar.
Formado por Marcos Vinicius Zampaglione – Voz, Violão e Cavaco –, Jamiro Jr. –Baixo –, Leonard Santos – Trombone –, Everton Soares – Trompete –, Levy Carvalho – Sax Barítono –, Jorge Tenório “Zizico” e Francis Cascardo – Percussão – e Thiago Emiliano – Bateria –, o Zampaglione tem como referências musicais Bebeto, Jorge Ben Jor, Tim Maia, Cassiano, Carlos Dafé, Seu Jorge, Farofa Carioca, Ed Motta, entre outras dezenas de nomes.
O Zampaglione acredita na renovação da Música Popular Brasileira, mas com respeito às tradições: se não há nada de novo sendo feito, que tudo seja feito de maneira nova.

#botaocapacete